Palestra do Mês

Culto do Natalício de Meishu-Sama - Dezembro 2018

Data: 23/12/2018
Por: Igreja Messiânica Mundial do Brasil
Editoria: Palestra do Mês

Culto do Natalício de Meishu-Sama - dezembro 2018
Saudação do presidente Marco Antonio Baptista Rezende
23 de dezembro de 2018

Bom-dia! Feliz Natalício de Meishu-Sama!

Os senhores e as senhoras estão passando bem?

Hoje, milhares de messiânicos do Brasil e de diversas partes do mundo estão participando conosco deste momento tão especial através da Izunome.Tv.
Vamos enviar um caloroso bom-dia para eles?

Estamos recebendo 11 messiânicos do exterior que estão representando 4 países: Canadá, Espanha, Estados Unidos e Itália. Sejam bem-vindos ao Solo Sagrado!

Agradeço a Deus e Meishu-Sama a permissão de servir à Obra Divina com todos os senhores e, juntos, termos vivenciado este inesquecível ano messiânico, que chega ao seu ápice hoje, com a celebração do Culto do Natalício de Meishu-Sama, o nosso Salvador.

Como estou feliz pela chegada deste dia! Os senhores também estão felizes?

Acredito que Meishu-Sama também está muito feliz com este culto que preparamos com tanto carinho para ele. Parabéns!

Como sabemos, Meishu-Sama veio a este mundo com a missão de construir o Paraíso Terrestre, nos conduzindo pelo caminho da salvação. Essa missão lhe foi atribuída por Deus e está profundamente relacionada com a Luz, cujo símbolo maior, para nós, é o Sol. Até a data e o local do nascimento de Meishu-Sama são indícios dessa verdade.

Meishu-Sama nasceu no dia 23 de dezembro, um dia após o solstício de inverno no Japão. O solstício de inverno tem a noite mais longa do ano.

E o fato de Meishu-Sama ter nascido no dia em que o período diurno volta a se tornar mais longo, ou seja, que o Sol se faz presente no nosso dia por mais tempo, é realmente muito significativo.

A localização do nascimento de Meishu-Sama também tem uma grande relação com o Sol.

Nós aprendemos que o Sol nasce a partir de qual direção? Do leste, não é? Essa é uma grande verdade da Natureza. Sempre o sol nascerá a partir do Leste.
Meishu-Sama nasceu em Hashiba, que era o bairro mais ao leste de Tóquio, no Japão. O nome Tóquio significa "capital do Leste" e Japão, Terra do Sol Nascente.

É por isso que se diz que Meishu-Sama nasceu no Leste do Leste do Leste.

Sabem, neste ano messiânico, no qual viemos confirmando no nosso coração vários pontos importantes da nossa fé, das nossas crenças, eu sinto que é fundamental deixarmos bem claro dentro de nós essa relação de Meishu-Sama e da nossa Igreja com a Luz.

Podemos dizer que a Igreja Messiânica Mundial, fundada por Meishu-Sama é a religião da Luz. Isto porque, Meishu-Sama, que é o centro da nossa fé e da nossa Igreja, desenvolve toda a Obra Divina de salvação da humanidade e de construção do Paraíso Terrestre em estado de perfeita unidade com o mais elevado Deus da Luz.

É essa Luz de Deus que nos purifica, dissipando as nuvens espirituais, que são a causa de todos os sofrimentos. É essa Luz que nos salva e nos eleva.
Meishu-Sama nos ensina a observar e apreender a Vontade Divina através da Natureza, não é?

No Solo Sagrado a beleza da natureza encontra-se em perfeita harmonia com a beleza criada pelo ser humano.

Os senhores sabiam que a torre do nosso templo foi construída de forma que, todos os anos, no dia 23 de dezembro, quando o Sol alcança o zênite, sua luz incide sobre ela, iluminando todo o seu interior até a sua base, no Santuário de Deus. Sabiam?

Se nesse momento, nós colocarmos um espelho no centro do santuário, ajustando seu ângulo, a luz do Sol reflete sobre ele e projeta-se para fora, simbolizando a expansão da Luz de Deus e Meishu-Sama para todo o mundo.

Ainda não são dez horas. Vamos rezar para que às 13 horas nós possamos presenciar esse evento.

Fazendo uma analogia, a torre do templo do Solo Sagrado representa a ligação entre o Céu e a Terra, a ligação de Deus e Meishu-Sama com cada pessoa.

Tal qual essa torre, nossa relação com Deus e Meishu-Sama precisa também ter um alicerce firme e profundo.

Haja o que houver, venha a "tempestade" que vier, ela não deve se abalar. Em outras palavras, a relação de cada um de nós com Deus e Meishu-Sama é vertical.

Mas é através da ligação horizontal que existe entre os seres humanos, que Deus e Meishu-Sama irradiam a Luz da salvação. É como Meishu-Sama escreveu em um de seus poemas:

"Embora a salvação da humanidade seja obra Sua,
Deus a realiza através do homem".

Nesse sentido, cada messiânico, ao receber o Ohikari, ganha a permissão de canalizar diretamente a Luz de Deus.

Aqui é importante frisarmos que, ao recebermos o Ohikari, é como se estivéssemos colocando o nosso "espelho" diretamente voltado para a Luz de Deus, alinhando-nos com a missão e o sentimento de Meishu-Sama.

E para cumprir a nossa missão, irradiando a Luz da salvação, é importante sempre focarmos em Deus e Meishu-Sama e estender a mão do Johrei para todas as pessoas.

Por isso, hoje, no Natalício de Meishu-Sama, é o dia de realinharmos nosso sentimento com o sentimento dele.

O natalício de Meishu-Sama é sempre um momento decisivo para a nossa vida, para a nossa fé, para o ano que está para começar e para todos os anos que ainda estão por vir.

Vamos pensar juntos um pouquinho. Quando falamos em nos "realinhar" com Meishu-Sama, qual deve ser o primeiro sentimento que precisamos lembrar?
Isso mesmo! Precisamos nos lembrar da Gratidão. E por que?

"Porque o coração agradecido comunica-se com... Deus. Porque gratidão gera... gratidão. E quem vive agradecendo, torna-se... feliz!"

Ao longo da preparação para o Culto do Natalício, eu me perguntei diversas vezes: Quem é Meishu-Sama para mim?

Os senhores também já fizeram essa pergunta?

Agora, juntos, vamos fechar os olhos e lembrar: como era minha vida antes de encontrar Meishu-Sama?

De lá para cá, o que mudou na minha vida e na vida das pessoas que convivem comigo?

Desde o momento que conhecemos Meishu-Sama, quantas vezes já chamamos o seu nome?

Será que, alguma vez, Meishu-Sama nos deixou desamparados? Nunca, não é?

Então, ter conhecido Meishu-Sama foi bom para os senhores? Os senhores e as senhoras são felizes por serem messiânicos? Ah! Que bom!

O ser humano está sempre desejando coisas boas para si, não é? Todos nós queremos conseguir fazer grandes realizações, ter muitas alegrias e satisfação... Não há nada de errado nisso.

Mas se eu descubro que algo é bom para mim, será que é melhor manter isso em segredo?

Ou é melhor eu compartilhar para que outras pessoas também tenham a oportunidade de sentir a mesma alegria e satisfação que eu?

Nesse sentido, eu gostaria de pedir para que cada um se perguntasse: O que Meishu-Sama ensinou é bom para mim? Receber e ministrar Johrei é bom para mim? Dedicar é bom para mim? A prática do amor ao próximo é boa para mim?

Se a resposta for: "Sim! Tudo isso é muito bom para mim!", então, talvez, seja também necessário nós pensarmos: Se o caminho que Meishu-Sama ensina é bom para mim, pode ser muito bom para outras pessoas também! Isto porque servir a Deus, dedicar-se à Obra Divina e tornar-se feliz é um compromisso que Meishu-Sama fez conosco, é uma garantia que ele nos dá.

Conforme ouvimos há pouco no ensinamento "Eu e a Igreja Messiânica Mundial", Meishu-Sama afirma: "[...] Na nossa religião, de maneira alguma negligenciamos a salvação espiritual. Na realidade, para salvar verdadeiramente o ser humano, não basta que ele se sinta espiritualmente salvo. [...]se não houver salvação física e espiritual, não se poderá obter a verdadeira felicidade. Assim, nossa religião, conforme seu nome indica, está promovendo a salvação em ambos os aspectos".

Foi isso que constatamos na experiência da senhora Gerusa.

Com a necrose que ela teve na retina, ela perdeu a visão frontal do olho esquerdo. Na hora em que recebeu o diagnóstico, ela disse que tomou um grande susto.

No entanto, não se desesperou, não reclamou e muito menos lamuriou, pois ao longo de vinte anos como messiânica, já vivenciara inúmeros milagres e aprendera a confiar em Meishu-Sama de maneira incondicional.

Então, mesmo com a situação difícil, de somente conseguir enxergar com uma vista, ela se empenhou em dedicar e servir ao próximo por meio da prática do Johrei e da assistência religiosa. Assim, num dia de culto mensal, durante o Johrei coletivo, sentiu uma tontura e, quando levantou a cabeça e abriu os olhos se surpreendeu, pois tinha voltado enxergar.

Mais uma vez, ela pode confirmar a importância da dedicação e o poder de salvação de Meishu-Sama em sua vida.

Parabéns dona Gerusa! Foi muito bom ter encontrado com Meishu-Sama, não foi? Continue firme, em suas dedicações.

Todos os dias encontramos com pessoas que estão atravessando momentos difíceis, sofrendo. Então, quando isso acontecer, vamos nos lembrar do quanto foi bom para nós o encontro com Meishu-Sama e dizer com toda a segurança a elas:

"Encontrar Meishu-Sama foi muito bom para mim. Então pode ser muito bom para você também!".

Estender a mão e convidar as pessoas para dedicar conosco e praticar a maravilhosa fé que Meishu-Sama nos legou significa oferecer a elas a oportunidade de se tornarem verdadeiramente felizes.

Então, já sabemos o que vamos fazer em 2019. Vamos segurar firmes nas mãos de Meishu-Sama e, juntos, seguir seus passos, canalizando a Luz Divina e fazendo muitas pessoas felizes.

Este é o segredo da felicidade! conforme Meishu-Sama nos ensinou: "quem deseja ser feliz, deve primeiramente tornar feliz seus semelhantes".
Gostaria que cada um de nós cultivasse o forte desejo de, todos os anos, estar aqui, no Solo Sagrado para celebrar o Natalício de Meishu-Sama, agradecendo a ele por toda a proteção e graças que nos são constantemente concedidas.

Hoje, o aniversário é de Meishu-Sama, mas nós é que vamos ganhar dois presentes muito especiais.

O primeiro é um desenho animado inédito no Brasil sobre a vida de Meishu-Sama que será exibido, a partir de hoje, pela Izunome.Tv.

O segundo presente é a edição revisada do terceiro volume do Alicerce do Paraíso, que já está disponível no formato de livro e na versão digital. Desejo um bom estudo a todos!

E esse movimento? É a Banda Mokiti Okada! Eu estava com saudades de vocês. Sejam bem-vindos! O que vai acontecer aqui? Ah, vieram se apresentar para Meishu-Sama? Então, vamos ouvir e cantar juntos o "Parabéns" para Meishu-Sama?!

Obrigado a todos!

Viva, Meishu-Sama, nosso Salvador!

Desejo aos senhores e sua família boas festas com muita Luz, paz e felicidade!

Muito obrigado e um bom regresso aos seus lares.

Assista ao vídeo.