Johvem

Jovens da Igreja Tatuapé (SP) participam do evento Revolução Interior parte 2

Jovens da Igreja Tatuapé (SP) participam do evento Revolução Interior parte 2

Data: 19/03/2019
Por: Ana Carolina Basile
Editoria: Johvem

No domingo (17), 170 jovens dos 17 Johrei Centers ligados à Igreja Tatuapé (SP) participaram do evento "Revolução Interior - parte 2", cuja primeira edição ocorreu em 2018.

Iniciando a programação, a responsável de jovens do Johrei Center Vila Matilde, Carolina Tawada, contou sua experiência de fé. Ela relatou como as orações e os direcionamentos da ministra responsável em relação às práticas básicas, com o objetivo de salvar pessoas, permitiram-lhe passar no vestibular da faculdade que tanto almejava.

Em seguida, foi lida a agenda anual do Movimento Johvem (nacional e local). Depois, o coordenador de jovens da Igreja Tatuapé, ministro Alberto Hattori Funievo, deu as boas-vindas com um caloroso "bom-dia" à juventude messiânica e agradeceu aos responsáveis de jovens que se empenharam para o evento ocorrer.

Dirigindo-se aos participantes, disse que o "Revolução Interior" seria o start para a mudança do próprio destino e completou: "Os jovens de toda a Zona Leste de São Paulo estão precisando da força, do empenho e da dedicação dos jovens messiânicos para que possam mudar seus destinos. Precisamos pensar não só em nós, mas olhar cada ser humano que está sofrendo e precisando de ajuda." Ele ainda expressou sua vontade: "Que possamos estar juntos a Meishu-Sama para mudar o destino dessas pessoas. Posso contar com os senhores?"

Em seguida, convidou o coordenador de unidades religiosas e representante do diretor regional, ministro Tadeu Ulisses Barros Leite, para conduzir as atividades do dia, que foram pautadas em três vídeos.

O primeiro abordava as diferenças entre as gerações, classificadas como tradicional; baby boomers; geração x; geração y ou milleniuns, e geração z ou centennials.

Visando ajudar os jovens a entender e perceber as diferenças que existem entre as gerações, o evento tem em seu título, "Revolução Interior", "o propósito de melhorar cada um como ser humano, a fim de que entendam mais o próximo", comentou o ministro Tadeu.

Os dois próximos vídeos abordaram a "empatia" como tema. Respectivamente, mostraram a importância das experiências compartilhadas, colocando em prática a observação, escuta ativa e o ato de se abrir para conversar com o próximo. Além disso, o quanto a empatia conecta as pessoas, tornando-se algo essencial para se viver em sociedade.

Logo depois, os jovens foram divididos em duplas para realizarem um exercício. Cada um escolheu um fato que ocorreu em sua vida e contou a outra pessoa. Esta, não pôde falar, comentar ou dar risada enquanto não terminasse de ouvir o relato.

Ao questionar os jovens sobre qual Ensinamento de Meishu-Sama tinha a ver com o exercício proposto, o ministro ouviu dos jovens: Seja um bom ouvinte e Sinceridade.

Frisando o termo "simpatia", mencionado em um dos vídeos, o ministro Tadeu disse que Meishu-Sama utiliza essa palavra a partir de seu sentido mais profundo.

Sobre isso, leu um trecho do Ensinamento de Meishu-Sama, Pessoa Simpática: "'Falando parece muito simples, mas todos sabem que, na realidade, não é tão fácil assim, pois não basta que a simpatia seja apenas aparente'. Então, não é a simpatia superficial a que Meishu-Sama quer nos trazer, 'a verdadeira simpatia aflora do interior; é indispensável, portanto, que a pessoa seja sincera de coração, o que depende de cada um. Em suma, a base da simpatia é o espírito do amor ao próximo'."

Depois, respondeu a perguntas relacionadas a trabalho, à ajuda a quem está com problema, ao relacionamento entre pais e filhos, e entre casais, à timidez, à resolução de problemas sem sofrimento e à identificação dos sinais de Meishu-Sama.

No fim da primeira etapa, o ministro agradeceu a oportunidade de ter estado com almas de ouro, naquela manhã.

Na segunda etapa, os jovens se reuniram em grupos liderados por cada responsável e, por meio da atividade intitulada "Ciranda da Criatividade", receberam temas a serem expressos por meio de manifestações artísticas.

Eles fizeram encenações teatrais, desenhos, poesias e apontaram pontos positivos existentes nas fronteiras entre as relações, utilizando-se de frases, para abordar os seguintes temas: fronteiras nas relações; dificuldade de uma geração entender a outra; experiências coletivas; cooperação; entender o outro e empatia; estilos de comunicação; simpatia e docilidade; conexão; controle de ansiedade; relacionamento amoroso e resolução de problemas.

Ao término das apresentações, o ministro Tadeu expressou o quanto achou maravilhoso assisti-las. "Víamos a manifestação de Deus, Meishu-Sama e do Mundo Espiritual por meio de cada arte que vocês colocaram para nós. Ficamos impressionados. Estão todos de parabéns."

O ministro fez uma analogia com a série de anime "Naruto", para dizer que, em uma sociedade, os jovens devem receber cuidados e ser protegidos, pois são a semente do futuro. "A história de Meishu-Sama, a estrutura que temos dos Solo Sagrados, a filosofia que aprendemos e as experiências terão continuidade por meio de vocês, que são o Meishu-Sama de amanhã, para a nossa sociedade", completou.

Depois, perguntou aos jovens se eles encarariam o desafio de cada um cuidar de duas pessoas, com o objetivo de convidá-las para o Culto Mensal de Agradecimento dedicado aos jovens, que ocorrerá no Solo Sagrado de Guarapiranga, no próximo dia 7 de abril.

Ao final, os participantes colocaram no altar os papéis preenchidos com as graças e purificações recebidas, a fim de terem a consciência de que ambas as situações representam "100% do amor de Deus" e precisam ser entregues nas mãos d'Ele e de Meishu-Sama.

O evento "Revolução Interior - parte 2" foi encerrado após um churrasco de confraternização, regado de muita alegria, harmonia e música.